Bom dia, hoje é 24/04/2017 - 06:17:35 - Segunda Feira
Você não está logado!   


Publicidade


Você é o visitante:
Guardiões da Luz


MDig - Nove anos dimunindo sua produtividade
Como entrar em contato com os Anjos

FAZENDO UM CONTADO DIRETO COM SEU ANJO

  • Escreva para seu anjo. Por que não? Ele vai amar a mensagem, fazer tudo o que estiver ao seu alcance para atender o pedido. Há uma “fórmula” especial para enviar o recado.

  • Escreva tudo com letra maiúscula. O tipo de papel é você quem escolhe.

  • Comece a carta com o nome de seu protetor (se você não sabe o nome do seu Anjo com toda certeza, ele sabe o seu, então invoque-o assim Eu chamo o Anjo da Guarda de e diga o próprio nome completo, neste caso escreva a mensagem).

  • Escreva dez pedidos, relatando seus desejos e planos, tudo no tempo presente ( se não o anjo pega o bilhete e guarda na gaveta do futuro). Como ele não tem a mesma noção de tempo que você, é capaz de providenciar o seu desejo para daqui a 50 anos.

  • Evite usar as palavras não, nunca, jamais, mágoa, sonho (no sentido de desejo) e dívida. São termos que ele não entende muito bem.

  • Em vez de escrever coisas do tipo “quero emagrecer”, “quero uma namorada”, “quero passar de ano na escola”, faça assim: “obrigado pelo peso ideal”, “obrigado pelo maravilhoso namorado”, “obrigado pela aprovação na escola”.

  • No final da “carta mágica” termine com a frase: “Bendito é o meu desejo porque ele é realizado para o bem de todos os envolvidos. Amém”.

  • Coloque-a num envelope e enderece-a em nome do seu guardião. Guarde-a dentro de um livro de orações ou da Bíblia.

  • Depois de sete dias queime-a. A fumaça do papel levará o pedido para seu anjo.

  • CONVERSANDO COM SEU ANJO

  • 1. Prepare o altar e acenda a vela.

  • 2. Invoque o Anjo pelo nome, (se você não sabe o nome do seu Anjo com toda certeza, ele sabe o seu, então invoque-o assim Eu chamo o Anjo da Guarda de e diga o próprio nome completo, neste caso escreva a mensagem), depois leia o Salmo.

  • 3. Faça o seu pedido, tendo a atenção de colocar os termos que for usar no presente, não use termos para o futuro.

  • 4. Faça a oração final.

  • 5. Agradeça, sugestão: “Obrigado, obrigado, muito obrigado. Bendito é o meu desejo porque ele é realizado para o bem de todos os envolvidos. Amém. Obrigado, obrigado, muito obrigado”.

  • OS REGENTES DOS DIAS DA SEMANA

    Miguel – Arcanjo do Sol.
    Dia: Domingo. Governa todas as questões de ambição, carreira e finanças.

    Gabriel – Arcanjo da Lua.
    Dia: Governa todas as questões ligadas às mulheres, à concepção e à clarividência natural.

    Samuel – Arcanjo de Marte.
    Dia: Terça-feira. Transmite-nos coragem e nos protege dos perigos do fogo e da violência.

    Rafael - Arcanjo de Mercúrio.
    Dia: Quarta-feira. Governa a inteligência, os escritos e a medicina.

    Saquiel - Arcanjo de Júpiter.
    Dia: Quinta-feira. Governa os ganhos de dinheiro, prestígio e também os esportes e os jogos de azar.

    Anael - Arcanjo de Vênus.
    Dia: Sexta-feira, Governa o amor, o casamento e tudo que se relacione arte, beleza e música.

    Cassiel - Arcanjo de Saturno.
    Governa a prosperidade, influência os anciãos , os assuntos cármicos e o destinos da humanidade.

    OS ANJOS E A ALMA GÊMEA

    Os Anjos são dotados de amor à Deus e sabedoria, tem o dom de levar nossas mensagens até Ele. Os Anjos são puramente AMOR, sempre nos ajudando a encontrar nossa alma gêmea. Por mais que você se ache incapaz de se casar, ou viver com uma pessoa que te ame de verdade e que você também a ame, todos os seres humanos tem sua alma gêmea, e que a encontrará um dia, por tanto pode ser uma busca fácil, ou talvez demorar até não uma vida, mas várias. Todos nós acharemos um dia nosso parceiro verdadeiro de amor. Então ponha todo amor e verdade em seu coração e suas palavras e peça ao seu anjo para auxilia-lo nesta busca.

    OS SONHOS E OS ANJOS

    A cada despertar, é aconselhável tentar lembrar-se dos sonhos. As mensagens que eles transmitem, muitas vezes, nos ajudarão a enfrentar mais um dia. Infelizmente, a vida agitada do homem moderno torna praticamente impossível esta reflexão.

    Afirma-se que Satanás é um instrumento de Deus, está sob o controle divino e trabalha dentro de limites preestabelecidos. Orígenes (185 à 125), escreveu que somos criaturas de duas naturezas: racional -Deus é inteligência, quando pensamos, estamos com ele - e animal, semelhante à besta.

    Porque existe o mal? É difícil achar uma razão para que um anjo se rebele contra Deus. "Alguns anjos sentiram ciúmes de Deus e se rebelaram. Apaixonaram-se pelas filhas de Noé e foram condenados a ficar presos no mundo inferior, nessa força impensada, fria, chamada inferno". É provável que isso estivesse previsto por Deus. Ele, que, através de sua graça e bondade perdoa a todos, nesse caso, não deu aos anjos a remissão da pena.

    Deus não poderia ter impedido tal queda, já que não interfere na expressão da vontade de ninguém.
    Os gênios ou anjos contrários, então, acreditaram que podiam imitar Deus, autocontemplando-se, admirando seu amor interior e sentindo prazer em serem adorados. Deus, mesmo sabendo que eles tinham saído do caminho reto, continuou dando-lhes a existência.

    Todos estamos sujeitos a erros, no entanto, persistir neles pode significar a atuação de um gênio contrário. Também quando parecemos na dúvida ou sentimos um vazio no coração é sinal de que eles estão atuando. João Batista dizia: "É preciso que Ele cresça e que eu diminua".

    O anjo contrário que atua dentro de nós, é mil vezes mais perigoso do que qualquer ser vivo. Um ser vivo pode tentar nos matar; no entanto, nosso gênio contrário irá tentar de todas as maneiras corromper nossa alma.

    O gênio contrário representa a ilusão, a cobiça, a avareza e o egoísmo. Pode ser definido como "um conjunto de forças que vibram de forma inferior". Eles não gostam de ambientes perfumados, por isso, o uso de incensos é recomendável. Como também de lugares onde haja bebês de até sete meses, essas presenças fazem com que ele perca sua força.

    EROS UM ANJO GREGO

    Um dos Anjos mais conhecidos entre as lendas da humanidade é Eros ou Cupido. Algumas vezes representado por uma criança alada, outras por um rapaz. Mas a sua representação maior está no seu simbolismo. E a Eros está ligada Psiquê (a Alma), que em sua lenda nos traz a imagem da união do amor e nossa alma.

    Psiquê era umas das três filhas de um rei, todas belíssimas e capazes de despertar tanta admiração que muitos vinham de longe apenas para vê-las. Com todo este assédio, logo as duas irmãs de Psiquê se casaram. Ela, no entanto, sendo ainda mais bela que as irmãs, além de extremamente graciosa, não conseguia um marido para si, pois todos temiam tamanha beleza.

    Desorientados, os pais de Psiquê buscaram ajuda através dos oráculos, que os instruiu a vestirem Psiquê com as roupas destinadas a seu casamento e deixá-la no alto de um rochedo, onde um monstro horrível viria buscá-la. Mesmo sentindo-se pesarosos pelo destino da filha, seus pais seguiram as intrusões recebidas. Assim que a deixaram no alto de uma montanha, um vento muito forte começou a soprar e a carregou pelo ares com delicadeza e a depositou no fundo de um vale.

    Exausta, Psiquê adormeceu. Quando acordou, se viu num maravilhoso castelo de ouro e mármore. Maravilhada com a visão, percebeu que ali tudo era mágico... as portas se abriam para ela, vozes sussurravam sobre tudo o que ela precisava saber. Quando chegou a noite, deitada em seus aposentos, percebeu ao seu lado a presença de alguém que só poderia ser o seu esposo predestinado pelo oráculo.

    Ele a advertiu de que lhe seria o melhor dos maridos, mas que elas jamais poderia vê-lo, pois isso significaria perdê-lo para sempre. Psiquê concordou. E assim foram seus dias, ela tinha tudo que desejava, era feliz, muito feliz, porque seu marido lhe trazia uma sensação do mais profundo amor e lhe era extremamente carinhoso.

    Com o passar do tempo, porém, ela começou a sentir saudades de seus pais e pediu permissão ao marido para ir visitá-los. Ele relutou, os oráculos advertiam de que esta viagem traria péssimas conseqüências, mas ela implorou, suplicou... até que ele cedeu.

    E da mesma forma que a havia trazido para o palácio, levou-a à casa de seus pais. Psiquê foi recebida com muita alegria e levou muitos presentes para todos. Mas suas irmãs ao vê-la tão bem, se encheram de inveja e começaram a crivá-la de perguntas a respeito de seu marido.

    Ao saberem que até então ela nunca o tinha visto, convenceram-na de fazê-lo; evidentemente que as intenções delas eram apenas de prejudicar Psiquê, já que ela havia feito uma promessa a ele.

    Ao voltar para sua casa, a curiosidade tomou conta de seu coração. Tão logo veio a noite, ela esperou que ele adormecesse e assim acendeu uma vela para poder vê-lo. No entanto, ao se deparar com tão linda figura, ela se perdeu em sonhos e ficou ali, embevecida, admirando-o. E esqueceu-se da vela que tinha nas mãos. Um pingo de cera caiu sobre o peito de Eros, seu marido oculto, fazendo-o acordar com a dor.

    Sentido com a quebra da promessa da esposa, partiu, fazendo cumprir a sentença do oráculo. Abandonada por Eros, o Amor, sentindo-se só e infeliz, Psiquê, a Alma, passou a vagar pelo mundo. Tanto sofreu e penas pagou, que deixou-se por fim entregar-se a morte, e caiu num profundo sono.

    Eros, que também sofria com sua ausência, não mais suportando ver a esposa passar por tanta dor, implorou a Zeus, o deus dos deuses, que tivesse compaixão deles. E com a permissão deste, Eros tirou-a do sono eterno com uma de suas flechas e uniu-se a ela, um deus e uma mortal, no Monte Olimpo. Depois deste casamento, Eros e Psiquê, ou seja, o Amor e a Alma, permaneceram juntos por toda a eternidade.

    Otimizado para resolução de 1024x768 © Copyright 2011, desenvolvido por: ICPNetworks. | Site licenciado para: Portal Guardiões da Luz